19/12/2014 21° / 29° São Miguel do Oeste - SC
CAPA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
AGRICULTURA
CHARGES
CIDADES
Anchieta
Bandeirante
Barra Bonita
Belmonte
Descanso
Dionísio Cerq...
Flor do Sertão
Guaraciaba
Guarujá do Sul
Iporã do Oeste
Iraceminha
Palma Sola
Paraíso
Região
Romelândia
Santa Helena
São José do C...
São Miguel do...
Tunápolis
CIÊNCIA
Curiosidades
Saúde
EDUCAÇÃO
Concursos
ESPORTE
GERAL
MUNDO
PAÍS
POLÍTICA
Eleições 2012
Ping- Pongs
REPORTAGENS
SAÚDE
SEG. PÚBLICA
TECNOLOGIA
VAGAS DE EMPREGO
VARIEDADES
Agenda de Eve...
Beleza
Carros
Casa e Decoração
Cinema
Corpo e Bem E...
Culinária
Dicas e Truques
Horóscopo
Humor
Magazine
Moda e Estilo
Novelas
Pets
Publicidade
23/05/2012 14:28
Cidades
| São Miguel do Oeste

COMERCIÁRIOS - Sindicatos entram em acordo sobre salário normativo

O Sindicato do Comércio Varejista do Extremo-oeste e o Sindicato dos Empregados no Comércio do Extremo-oeste fecharam sexta-feira um acordo sobre o salário normativo dos comerciários. O novo valor que passa a vigorar a partir deste mês é de R$ 765.00.  Quem recebe salário fixo acima do normativo deverá ganhar uma correção de 7% e o percentual deverá ser calculado em cima do salário de maio de 2011. Segundo a presidente do Sindicato dos Empregados, Ivanir Maria Reisdorfer, o acordo não atendeu as expectativas da categoria. “Conseguimos elevar o salário normativo de R$ 695,00 para R$ 765,00, mas a expectativa dos trabalhadores era de um aumento de 15%”, diz a presidente.

         Durante as negociações também foram alteradas quatro cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho, que tratam sobre quebra de caixa, cheques sem fundo, serviço militar e multa de obrigação. Os operadores de caixa manual deverão receber uma gratificação de 20% sobre o piso salarial. Para os operadores de caixa informatizada a gratificação é de 15%. “Durante muitos anos, quem exerceu esta função recebeu apenas 10% de gratificação. Este é um avanço nas negociações”, reconhece Ivanir Reisdorfer. O empresário também não poderá descontar do operador de caixa cheques recebidos sem fundo ou cartões de créditos roubados ou clonados.

          Segundo Ivanir, outro avanço foi a alteração da cláusula que garante estabilidade de empregado aos alistados no serviço militar. “Antes o trabalhador alistado tinha uma garantia de emprego de até 30 dias após a baixa, mas conseguimos aumentar este prazo para 45 dias”, informa Ivanir. A Convenção Coletiva do Trabalho também determina que o empresário abone as faltas dos empregados que estudam e precisam realizar exames em horário de trabalho, desde que o trabalhador avise com 72 horas de antecedência.

Seja o Primeiro a comentar essa matéria
Nome Completo:

Comentário:

Quanto é 4 + 9?

  • Moradores cobram solução para alagamentos no Bairro Salete
  • Nova diretoria da CDL é empossada em noite festiva
  • Serrano é campeão na aspirante e principal e conquista a tríplice coroa
  • Bugre do Oeste vence três e é campeão do Estadual Sub-13
  • Asme/Aurora vence Mafra e é campeã da Copa Santa Catarina
ASSINAR JORNAL

PROJETOS ESPECIAIS
ACESSO AO USUÁRIO
E-mail
Senha
Esqueci minha senha
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade