São Miguel do Oeste
06/10/2017 15:00 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Com votos contrários e abstenções, Câmara aprova moção em favor do movimento “O Sul é o Meu País” A Câmara de São Miguel do Oeste aprovou nesta quinta-feira (5) uma moção em apoio à consulta pública do movimento “O Sul é o Meu País”

Vanirto Conrad, Gilberto Berté, Milto Annoni e Silvia Kuhn são os autores da moção

A moção, de autoria dos vereadores Gilberto Berté (PMDB), Silvia Kuhn (PMDB), Milto Annoni (PR) e Vanirto Conrad (PDT), manifesta desejos de que o movimento alcance seus objetivos com a promoção da consulta pública prevista para o dia 7 de outubro, que busca conhecer a opinião dos cidadãos dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul sobre a rediscussão da relação política da região Sul com a Federação Brasileira.

A moção foi aprovada por maioria, com votos favoráveis dos quatro autores mais de Carlos Grassi (PP) e José Giovenardi (PR). Votaram contra os vereadores Cássio da Silva (PMDB), Maria Tereza Capra (PT), Odemar Marques (PDT) e Vagner Passos (PSD), e se abstiveram os vereadores Elias Araújo (PSD) e Everaldo Di Berti (PSD).

Os autores da moção ressaltam que o movimento “O Sul é o Meu País” foi criado para elaborar estudos e organizar debates livres para avaliar as possibilidades pacíficas e democráticas de autodeterminação do povo sulino, de forma plebiscitária. “Percebemos em nosso município o sentimento separatista que surge de uma soma de diversos fatores. Vê-se que não há problema algum com outros estados, não existe preconceito. A discordância é com o sistema político de Brasília, principalmente com os fatores políticos, tributários, econômicos, geográficos, culturais, sociais, morais e históricos”, justificam.

“Não é um movimento contra o Brasil ou o povo brasileiro, e sim contra Brasília. A forma como são distribuídos os recursos é muito ruim. Brasília é um feudo para onde são enviados os impostos e de lá é redistribuído a bel prazer da habilidade dos políticos. Isso precisa mudar: ou separa ou dá-se autonomia para os estados administrarem seus recursos”, acrescentam os vereadores. A moção será encaminhada ao presidente e ao coordenador nacional do movimento “O Sul é o Meu País”.

Galeria de fotos

Leia também...