São Miguel do Oeste
13/06/2017 16:24 (atualizado em 13/06/2017 16:28)

Acadêmicos da Unoesc conquistam 2º lugar no concurso Engenheiro Cervejeiro do CREA Os acadêmicos concorreram com 30 equipes de diferentes universidades catarinenses

São Miguel do Oeste

Geovane Moreira e Mickaela Herbert receberam certificado de 2º lugar

Os estudantes do curso de Engenharia de Alimentos da Unoesc São Miguel do Oeste, Geovane Moreira e Mickaela Herbert, conquistaram o 2º lugar no "1º Concurso Engenheiro Cervejeiro" do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (CREA-SC). Os acadêmicos concorreram com 30 equipes de diferentes universidades catarinenses. A cerimônia de premiação foi realizada sexta-feira, dia 9, em Florianópolis.

Geovane e Mickaela fabricaram a cerveja estilo Dry Stout. Além de fabricar a bebida, o concurso exigiu a apresentação do relatório técnico com a descrição de todas as etapas do processo de produção. A bebida foi avaliada por uma comissão formada por profissionais de renome da engenharia do ramo de produção de cerveja e por membros do Beer Judge Certification Program (BJCP). O BJCP é um programa para formação e certificação de juízes de concursos cervejeiros. Durante a competição, os jurados avaliaram critérios como aroma, aparência, sabor e sensação da bebida na boca.

Segundo os acadêmicos, foi preciso muitas horas de dedicação e estudo para cumprir todos os requisitos da competição. Esse foi o primeiro concurso que os alunos participaram. "O certificado de segundo lugar nos dá a garantia de que possuímos um conhecimento mais aprofundado sobre cerveja, além de mostrar a nossa dedicação, esforço e interesse pela área", destacam Geovane e Mickaela, que estudam na nova fase do curso.

Além de receber a premiação, os alunos também aproveitaram a noite para conhecer novos profissionais da cervejaria e ampliar os seus networkings (redes de contatos profissionais). Geovane diz que o concurso proporciona novas possibilidades. Após a graduação, ele planeja buscar uma especialização nessa área. "Nos últimos anos, a área de produção de cerveja vem sofrendo uma grande mudança com a desmassificação da produção. Prova disso são as pequenas cervejarias que estão abrindo na nossa região. Esse é um segmento a ser explorado e que tem um grande potencial de expansão", avalia Geovane.

Geovane Moreira, Fernanda Machado e Mickaela Herbert durante a noite de premiação

Mickaela garante que, além do 2º lugar, a participação no concurso resultou em um grande aprendizado. "Conhecemos profissionais especializados no assunto e vimos a importância das empresas possuírem profissionais qualificados. Essa é uma área de grande potencial, podemos ver isso na própria região Extremo-oeste, onde, nos últimos anos, ocorreu a instalação de microcervejarias", avalia a estudante.

Para a coordenadora do curso e orientadora do trabalho, doutora Eliane Maria de Carli, o crescimento do mercado e a afinidade com o produto têm levado estudantes e engenheiros a investirem tempo, dinheiro e técnica na cervejaria, que se tornou um importante mercado de trabalho para esses profissionais. Eliane salienta que a participação dos acadêmicos na competição mostra que, no Oeste catarinense, também são desenvolvidos bons projetos e que a região conta com ótimos profissionais. " O segundo lugar no concurso reforça o empenho, a dedicação, a determinação e o que não pode faltar para um engenheiro: vontade de fazer, mudar, ousar. A competência do curso de Engenharia de Alimentos da Unoesc demonstra o que o profissional dessa área pode desenvolver", afirma Eliane.

Sobre o concurso

O "1º Concurso Engenheiro Cervejeiro" do CREA-SC teve o objetivo de promover e incentivar o ensino e a pesquisa na área de processo de fabricação de cervejas, já que Santa Catarina está entre os principais produtores do País, ocupando o terceiro lugar do ranking. A competição contou com a participação de estudantes de Engenharia de Alimentos, Engenharia Química e de Agronomia de universidades catarinenses cadastradas no Conselho. "Os avaliadores ficaram impressionados positivamente com o trabalho dos alunos, desde a qualidade das cervejas produzidas até os relatórios elaborados”, avalia a assessora técnica da Câmara Especializada de Engenharia Química do CREA-SC, Fernanda Meybom Machado.

Galeria de fotos

Leia também...