São Miguel do Oeste
02/06/2017 11:14 (atualizado em 02/06/2017 11:51)

Comissão de licitação tem prazo de 15 dias para contrapor suspensão de pregão No dia 19 de maio, a reportagem do Jornal Gazeta havia divulgado de forma exclusiva a instalação de sete equipamentos eletrônicos controladores de velocidade no município de São Miguel do Oeste, na BR-163. No entanto, Dnit retornou à redação informando que houve equívoco na informação repassada pelo órgão. Nessa semana também aconteceu a suspensão do pregão que seria realizado no dia 29 de maio a nível nacional

São Miguel do Oeste
Dnit não soube informar sobre quando serão instalados os equipamentos eletrônicos na Willy Barth, em São Miguel do Oeste
Claudia Weinman
O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a suspensão de uma licitação de R$ 2,24 bilhões do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A concorrência, que seria realizada no dia 29 de maio, previa a contratação de empresas para execução de serviços de disponibilização, instalação, operação e manutenção de equipamentos eletrônicos de controle de tráfego nas rodovias federais. No entanto, segundo informado pelo Dnit de Brasília na pessoa de Henrique França à reportagem do Jornal Gazeta, a comissão de licitação, tem prazo de 15 dias para contrapor a essa decisão. 
No dia 19 de maio, a reportagem do Jornal Gazeta havia sido informada por meio do técnico de suporte em Infraestrutura/Estradas do Dnit de Florianópolis, Pedro Granada, sobre esse pregão para execução dos serviços de disponibilização, instalação, operação e manutenção dos equipamentos eletrônicos de controle de tráfego nas rodovias federais. O técnico informou naquele momento que após a contratação das empresas estaria prevista no Novo Programa Nacional de Controle de Velocidade do Dnit (Novo PNCV), a implantação de sete equipamentos eletrônicos controladores de velocidade no município de São Miguel do Oeste, na BR-163, com a finalidade segundo ele, de tornar o trânsito mais seguro na região.
Após essa divulgação exclusiva do Jornal Gazeta sobre a instalação desses equipamentos em São Miguel do Oeste, uma das responsáveis pelo Núcleo de Comunicação do Dnit em Florianópolis, Maria Helena Henriques Pereira, ligou para a reportagem falando que havia tido contato com a publicação através do Portal GC e mencionou que havia um equívoco na informação por parte do Dnit. Maria Helena falou que a licitação para instalação dos equipamentos era a nível nacional e que não haveria então, a certeza de que esses equipamentos seriam instalados em São Miguel do Oeste. 
Nesta semana, com a divulgação da suspenção do pregão pelo Tribunal de Contas, a reportagem fez contato novamente com Maria Helena a qual, repassou o contato do Dnit em Brasília, pois não teria informações a repassar. Já em Brasília, por meio de Henrique França (Dnit) à reportagem foi informada sobre esse prazo de 15 dias onde deve acontecer a contraposição a essa decisão.  

Galeria de fotos

Leia também...