INFORME COMERCIAL
24/02/2017 10:27 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

A CVC oferece os melhores planos para intercâmbio A CVC, loja especializada em viagens e turismos oferece pacotes para intercâmbios no período de uma semana até 90 dias. A Cliente Julvane Raquel Fath conta nesta matéria a experiência com o intercâmbio realizado em Londres e as vantagens desse investimento

 SÃO MIGUEL DO OESTE

Julvane durante a viagem à Londres

         A CVC, empresa especializada em viagens e turismo, há dois anos trabalha com pacotes especiais voltados a atender o público que busca por meio de intercâmbios com outros países, aperfeiçoar idiomas e conhecer culturas diferentes.

         Em São Miguel do Oeste, Silmara Casanova Araldi, que é Sócia-proprietária da loja CVC, destaca que foram lançados pacotes para viagens de intercâmbios de uma semana até no máximo 90 dias, considerando que na maioria das vezes, os pacotes oferecidos são de um ano, o que dificulta o acesso das pessoas que não possuem tempo para permanecer em viagem durante um período tão longo, no entanto, a CVC possui pacotes para um ano de intercâmbio.  

         Silmara destaca que a CVC disponibiliza pacotes para países como Inglaterra, Canadá, E.U.A, Austrália, Espanha, México, Argentina, França, Japão, Itália e Alemanha. A idade para fazer as viagens segundo ela, é geralmente é acima de 16 anos, mas a CVC tem também a colônia de férias com cursos de até  quatro semanas em julho para adolescentes de 12 a 16 anos.

 

Como funciona?

         Ao contatar a CVC, encaminha-se no primeiro momento toda a documentação necessária para a viagem. A pessoa também faz a opção se deseja ficar na casa de alguma família no país do intercâmbio, ou se prefere um hotel, ou até mesmo permanecer durante os dias de viagem no local da faculdade onde estará acontecendo o curso solicitado pelo cliente.

         Na maioria dos casos, Silmara destaca que os clientes preferem ficar na casa de famílias, em razão da convivência ser um facilitador para o conhecimento mais aprofundado do idioma e da cultura. A família é escolhida a partir de alguns critérios. Se o cliente for um adolescente normalmente será encaminhado para a casa de uma família que tenha a presença de um pai, de uma mãe e de outras pessoas da mesma idade. Além disso, a família só pode receber a pessoa depois de comprovado que está apta para isso.

         Sobre os cursos, os clientes também podem optar pela escola a partir do que é disponibilizado pela CVC e também quantas aulas deseja fazer. A pessoa é remetida a um teste ao chegar na escola, o qual, vai avaliar o nível do seu idioma para então encaminhar à turma correspondente. Caso ocorra algum problema e o cliente desejar mudar de escola ou moradia, a CVC oferece assistência 24h, com números de telefones disponíveis para contato a qualquer momento e, ainda, o estudante pode conversar com o coordenador do curso, pois o mesmo fara a transferência de acomodação.

 

Intercâmbio abre oportunidades

Julvane Raquel Fath é secretária Executiva e realizou um intercambio por meio da CVC em dezembro de 2016. Julvane conheceu Londres e aprofundou o inglês a partir da imersão na casa de uma família. A viagem vinha sendo planejada desde abril do ano passado. “Sempre foi um sonho fazer o intercâmbio, mas até então eu não tinha conseguido me organizar para isso. Quando vi que a CVC veio para São Miguel do Oeste foi um facilitador pois eu conseguia ter acesso a Agência de viagens aqui no município de maneira rápida”, contou.

Conforme Julvane, no mês de outubro ela decidiu em qual escola faria o curso, no caso, na (OHC - Oxford house College), em Londres, e que seriam três semanas estudando Inglês. Julvane foi recebida em uma casa de família. “A convivência é a melhor coisa que existe. Convive praticamente um mês falando inglês todos os dias”, ressaltou.

Segundo ela, uma das maiores vantagens de se fazer um intercâmbio é o aprendizado. “Consegui aprimorar muito o meu inglês, desde a pronúncia, até o conhecimento da cultura a partir da imersão. Hoje a minha melhor amiga é do Japão e consegui contatos em diversos países com pessoas que converso frequentemente. É uma experiência fantástica”, contou.

Além disso, Julvane que antes residia em São Miguel do Oeste, passou a receber propostas de trabalho em outras cidades e um dos motivos foi ter colocado em seu currículo on-line a experiência com o intercâmbio. Agora, ela passará a residir em Pato Branco e trabalhará para uma empresa que necessita de pessoas que falem fluentemente o Inglês. “O intercâmbio abre muitas possibilidades. Pretendo fazer outros mas é necessário organizar o nosso tempo para isso”, finalizou.


Galeria de fotos

Leia também...